jusbrasil.com.br
2 de Abril de 2020

Estudante de direito – O que seu “chefe” advogado (a) não quer que você descubra!

Como o estagiário pode ganhar dinheiro na advocacia, sem ferir o Código de Ética.

Cláudia Soeira, Administrador
Publicado por Cláudia Soeira
há 2 meses

Se para você é impossível ganhar dinheiro com a advocacia ainda na faculdade sem agir de forma contrária ao Código de Ética, esse artigo é para você! Eu vou desmitificar esse tema. Lembra que eu falei no meu artigo anterior que o que você dever fazer é muito óbvio? Pois bem, ficará ainda mais claro a partir de agora.

Mas caso você ainda não leu meu 1º artigo, eu recomendo que você vá lá no meu perfil e faça a leitura, assim, ficará bem mais claro o que abordaremos aqui.

Então vamos lá!

Para que você, estudante de direito, comece a ganhar dinheiro com a advocacia será necessário percorrer um caminho árduo. A vantagem é que você ainda está na faculdade; é agora que você tem a oportunidade de errar e aprender com os seus erros, é hoje! É agora que você deve começar a aprender!

A faculdade não vai te dar nenhuma bagagem para atuar no mercado, não te ensina a negociar ou a agregar valor aos seus honorários; então como seria possível você ser um advogado bem-sucedido sem nenhuma bagagem? Eu vou te dizer, É IMPOSSÍVEL!

No meu artigo anterior eu te contei que no meu primeiro cliente eu cobrei R$ 1.000,00 de honorários; se você aí do outro lado pensou que eu feri o Código de Ética, eu recomendo fortemente que você comece a partir de agora estudar a Lei nº 8.906/1994 que irá reger sua vida profissional.

Vamos analisar o que diz o Código de Ética a respeito das atividades privativas de um advogado:

Art. 1º São atividades privativas de advocacia:
I - a postulação a qualquer órgão do Poder Judiciário e aos juizados especiais; (Vide ADIN 1.127-8)
II - as atividades de consultoria, assessoria e direção jurídicas.
§ 1º Não se inclui na atividade privativa de advocacia a impetração de habeas corpus em qualquer instância ou tribunal.
§ 2º Os atos e contratos constitutivos de pessoas jurídicas, sob pena de nulidade, só podem ser admitidos a registro, nos órgãos competentes, quando visados por advogados.
§ 3º É vedada a divulgação de advocacia em conjunto com outra atividade.

Agora você já fez a leitura do artigo 3º, § 2º do Código de Ética a respeito do estagiário:

§ 2º O estagiário de advocacia, regularmente inscrito, pode praticar os atos previstos no art. 1º, na forma do regimento geral, em conjunto com advogado e sob responsabilidade deste.

Agora que você já sabe quais são as atividades que você pode exercer sem ferir o Código de Ética, eu quero te fazer uma pergunta! O que você está esperando para começar a ganhar dinheiro? Sim, ganhar dinheiro!

Aí você pode se indagar com a seguinte pergunta: - “Ah, mas eu ainda estou no 1º período e não posso ter a carteira de estagiário, então não se aplica para mim”.

Vamos lá, raciocina comigo! Se você pode exercer todas as atividades previstas no artigo 1º do Código de Ética, desde que você esteja acompanhando por um advogado, como você espera que algum advogado (a) te veja no mercado se você está aí sentado esperando o seu 7º período chegar?

O que te faz diferente do seu colega de faculdade? O quão capacitado você está? Ou você acha que no 7º período a experiência vai simplesmente surgir na sua vida acadêmica? Você precisa começar a se preparar para o mercado desde o seu 1º dia na faculdade, além do mais existe inúmeras atividades no âmbito jurídico que agregam valor na advocacia que um estudante de direito pode realizar. Vou te dar alguns exemplos que eu fiz e me ajudou a me capacitar e me destacar no mercado: Criar artigos para blogs jurídicos ou escritórios de advocacia, criar conteúdo jurídicos para perfis de advogados ou escritórios e, por que não, desde de logo criar suas próprias peças processuais!? Acredite não é um bicho de sete cabeças! Essas são algumas das várias possibilidades que você pode começar a ganhar dinheiro e autoridade na sua persona, mesmo ainda estando na faculdade!

Você consegue entender do que estamos falando até aqui? Eu te falei que era óbvio, rsrs!

O que eu quero compartilhar com você é com base 100% na minha experiência de vida, isso não quer dizer que é uma formula mágica para você alcançar o que almeja. O que eu estou te mostrando é que existem possibilidades aí, na sua cara, e você não consegue ver, porque está preocupado com o Código de Ética pensando que ele é seu maior inimigo, quando na verdade ele é a única coisa que você tem ao seu favor agora!

Lembra do primeiro cliente de R$ 1.000,00 que eu cobrei de honorários, então! Acontece, que eu faço estágio, só que não é um estágio qualquer, sabe qual é a diferença do meu estágio para os outros? Eu tenho autoridade no que eu faço, desde agora! Os advogados que me passam demandas confiam no meu trabalho, inclusive ao ponto de me delegar a função de negociar os honorários do escritório, claro que sob a responsabilidade deles. Está aí uma das grandes diferenças entre um CHEFE para um LÍDER. E você sabe como eu cheguei até aqui estando ainda na faculdade? Percorrendo um caminho árduo, fazendo desde o 1º período a minha persona, e a partir dela conquistei o respeito e admiração daqueles que me conhecem, e digo isso com propriedade pois, É REAL o que estou te contando aqui, e a minha história pode ser a sua também. O caminho foi longo, tive que conhecer pessoas e fazer com que essas pessoas quisessem me conhecer ainda mais. Ah, e isso não se faz frequentando os barzinhos próximos da faculdade tá rsrs, muito menos através das festinhas! Nada contra, mas o que eu estou tratando aqui é da sua vida profissional e não a de mais um universitário (a).

Pois bem, com todas essas informações óbvias que sempre estiveram aí, depois de tudo isso você ainda vai continuar esperando concluir seu curso e ser aprovado na Ordem, para começar a ganhar dinheiro na área que você escolheu?

Eu deixo aqui uma reflexão para você!

As pessoas com hábitos comuns, tendem a ser somente pessoas comuns, o quão disposto você está para alcançar seus objetivos!?

Se você quer muito uma coisa, esteja disposto a pagar pelo preço! Não é fácil, eu sei! Mas lembra da sensação que eu te contei que tive após cobrar R$ 1.000,00 e conseguir desempenhar com excelência o que eu me propus a fazer? Eu te garanto que é INCRÍVEL!

Vai lá, vive seu sonho, pague o preço e sinta orgulho de si mesmo, você deve ser quem mais se importa consigo!

É o que eu digo: “Skin in the game”.

Quer saber exatamente quais são as atividades que você pode exercer ainda na faculdade e ganhar dinheiro, independente de qual período você está? Me acompanha no instagram e descubra @claudiasoeira

11 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Como advogada posso afirmar que tudo que o disseste Cláudia é uma verdade! Os estudantes de direito precisam entender a era que vivemos hoje. O direito e a advocacia é moderna e o próprio código de ética está se amoldando a isso. Além disso, como advogada empreendedora vejo essa diferença sim de chefe para líder. Eu busco em meus colaboradores pessoas diferenciadas , além do proativo de currículo! Parabéns pela iniciativa 👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽 continue assim!!! continuar lendo

Obrigada Dra.
Espero poder agregar algum conhecimento com as minhas experiências de vida.
Ao meu ver não pode ser um bom jurista apenas quem sabe Direito é preciso pensar fora da caixa. continuar lendo

😊 continuar lendo

BOA TARDE
O negócio não seria só ganhar dinheiro, o estudante de direito tem muitas formas de ganhar dinheiro, Assim é só trabalhar, o problema maior seira o atendimento digno para quem precisa de uma defesa cabal.
Neste sentido, o aprender, qualificar,dedicar, entre outros atributos, a qualidade do trabalho, o dinheiro é a consequência. continuar lendo

Boa tarde, Cicero.
É o que eu digo, evolua o quanto puder na faculdade, pois lá é o lugar que você pode errar e aprender com seus erros.
Depois é vida real!
“Skin in the game”. continuar lendo

Olá, prezada Cláudia! Seu texto tem um conteúdo muito valioso, eu adorei! Só recomendo, se você me permite, um pouco mais de atenção com a gramática, pois identifiquei alguns erros que um bom profissional do Direito não pode cometer, a exemplo da escrita da palavra comece na seguinte frase:

"Para que você, estudante de direito, comesse a ganhar dinheiro com a advocacia será necessário percorrer um caminho árduo." (você conjugou o verbo comer em vez de começar rsrsrs)

No mais, parabéns pelo texto, foi muito útil. Que você siga sendo essa pessoa brilhante! continuar lendo

Olá, Victor!
Muito obrigada pelo apontamento, espero que o conteúdo seja válido de alguma forma para os leitores.
Fico grata pelo apontamento e feedback, que cada vez mais eu possa evoluir fazendo aquilo que amo!
Abs e Sucesso. continuar lendo